Caminhar 3,7 km por dia prolonga vida de mulheres acima de 70 anos
UNILUS - Centro Universitário Lusíada
Compartilhar: YouTube Facebook Twitter     Home | Mapa do Site | Identidade Visual | Ouvidoria | Trabalhe Conosco | Fale Conosco
Área Restrita: Aluno  Professor  |Usuário: |Senha:  
UNILUS    CURSOS    CAMPI    ALUNOS    NOTÍCIAS    PROCESSO SELETIVO
Caminhar 3,7 km por dia prolonga vida de mulheres acima de 70 anos
Você está em: Home >Notícias >Caminhar 3,7 km por dia prolonga vida de mulheres acima de 70 anos  

Caminhar 3,7 km por dia prolonga vida de mulheres acima de 70 anos



17/06/2019 - UNILUS

Estudo norte-americano mostrou que aquelas que davam 4.500 passos por dia tiveram 40% menos chance de morrer do que as que caminhavam 2.700

Caminhar 3,7 km por dia prolonga a vida de mulheres acima de 70 anos. Essa foi a conclusão de um estudo da Universidade Harvard publicado no períodico médico JAMA (Journal of the American Medical Association).

Os pesquisadores analisaram a quantidade de passos por dia de 16 mil mulheres com idade média de 72 anos por meio de um sofisticado monitor que elas usavam 24 horas por dia, por uma semana.

Mulheres que davam 4.400 passos por dia, o equivalente a 3,7 km, apresentaram taxa de mortalidade menor ao longo de um acompanhamento de 4 anos em relação àquelas menos ativas, que andavam apenas 2.700, o que representa cerca de 2,2 km.

O estudo mostrou que, à medida que a caminhada avançava, as taxas de mortalidade diminuiam progressivamente antes de se nivelar em aproximadamente 7.500 passos - 6,3 km.

Mas o ponto ideal para reduzir o risco de morte prematura foi de 4.500 passos. Aquelas que atingiram esse patamar apresentaram 40% menos probabilidade de ter morrido durante o período de acompanhamento do que as que mativeram 2.700 passos por dia.

Para os pesquisadores, os resultados derrubam a ideia de estudos anteriores de que é preciso andar 10 mil passos - cerca de 8,5 km - para prevenir problemas cardíacos.

Outro ponto observado no estudo é que a intensidade dos passos não faz diferença, mas sim a quantidade. Poucas das mulheres analisadas caminhavam intensamente. A maioria passeava.

Não se sabe se o padrão de número de passos diários teria o mesmo efeito em homens.





Fonte:. R7







Voltar




UNILUS - Centro Universitário Lusíada

UNILUS
> Palavra do Reitor
> Campi
> Notícias
> Fale Conosco

CURSOS
> Processo Seletivo
> Graduação
> Pós-graduação
> Extensão

ALUNOS
> Calendário Acadêmico
> Bibliotecas
> Iniciação Científica
> Reemissão de boleto
UNILUS - Centro Universitário Lusíada Colégio UNILUS Fundação Lusíada

© 2012 - 2019 UNILUS - Centro Universitário Lusíada. Todos os direitos reservados